segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

PRA COMEÇAR A SEMANA

Antes de se criticar, por criticar, importante é ficar atento às discussões e obter todas as informações verdadeiras sobre, por exemplo, qual o melhor regime para o trabalhador: Celetista ou Estatutário?

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

BOECHAT E QUISSAMÃ

O ano de 2019 não começou nada bem , principalmente, para os mineiros e para a nação rubronegra, em particular, pelo grande desastre de Brumadinho que já contabiliza 165 mortos e pela tragédia no centro de treinamento que tirou todas as esperanças de 10 promessas do futebol. E de suas famílias. Mas não foram estas as únicas grandes perdas, já que, ontem à tarde, o Brasil perdeu uma de suas maiores referências quando tratava-se de alguém para dar notícias impactantes como estas, debatê-las em sua plenitude e chamar a atenção dos responsáveis de maneira contundente, apropriada e decente. Doesse a quem doesse. Um acidente de helicóptero, em São Paulo, tirou a vida do jornalista Ricardo Boechat - e do piloto Ronaldo Quatrucci que o trazia de uma palestra concedida em Campinas -,um dos mais consagrados e premiados profissionais da comunicação, o qual tive o prazer de conhecer na redação de O Globo, onde trabalhava para dar vida a não menos consagrada e premiada coluna diária naquele jornal. Muitas homenagens têm sido prestadas, de maneira unânime ( nunca assisti nada parecido) ao reconhecido e respeitado comunicador de rádio, jornal e TV que também era um chefe de família exemplar e amigo dos amigos. Além de solidário e capaz de ajudar sempre que possível, fosse quem fosse, de onde fosse, aliás, outra grande característica pessoal que, inclusive, nos permitiu, àquela ocasião na redação do jornal carioca, procurá-lo para defender um ponto de vista diferente do seu e relacionado ao município de Quissamã no qual tentávamos fazer o que ele fazia com maestria que era buscar sempre a verdade e não deixar que dúvidas pairassem. O ano era 2000. Os personagens: Boechat, o colunista Gilson Monteiro ( o qual chamo de "padrinho"), que promoveu a visita, o prefeito de Quissamã (RJ), Octávio Carneiro, os secretários municipais, Armando e Nilton ( que mais tarde se tornariam sucessores de Octávio à frente da administração) e eu, naquela oportunidade, estando à frente da Comunicação Social. Objetivo da visita: uma nota sobre a excelente arrecadação do município que a colocava entre as maiores do País e, segundo a nota insinuava, quase sempre com a astúcia que era peculiar, possivelmente, um local de excessos.  Resultado do encontro: Boechat, com muita humildade e sagaz profissionalismo - sem falar nas tiradas engraçadas como foi lembrar do empreendimento Terramares de Quissamã - recebeu informações que parecia não ter sobre os vários projetos desenvolvidos através dos muitos milhões recebidos, principalmente, dos royalties do petróleo, que faziam com que o municipio fosse reconhecido como um dos que mais conseguiam diminuir as grandes desigualdades socias. Fato que levou Boechat a fazer observações muito favoráveis ao município que conseguia diminuir as muitas desigualdades sociais graças à alta renda per capita que Quissamã tinha, de fato, mas que permitiam à população usufruir de seus direitos. Coisa que Boechat e nós sempre defendemos.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

QUEM MATOU BOLSONARO?

A prevalecerem os primeiros discursos na Câmara Federal, confusos, vazios, hilários, oportunistas e, alguns, até mentirosos -, continuaremos num barco prestes a afundar de vez. E mal informados. Preocupados mais em aparecer e marcar posição perante suas siglas partidárias, na maioria das vezes de maneira atabalhoada, oposição e governo vêm travando debates sem nenhum conteúdo que represente os verdadeiros interesses nacionais, como as reformas, as discussões sobre segurança ( até agora, nem posse, nem porte, tampouco direito à vida), o desemprego, a inflação (quase tudo aumentando " um pouquinho") e tantos outros temas relevantes. Ao invés disso, deputadas e deputados, do alto de sua arrogância, pseudo-sapiência e pressa em aparecer na mídia, chegam a dizer " quem matou Bolsonaro", " o presidente está para morrer" e outras bobagens, fruto da precipitação e prepotência, como fizeram a novata Joice Hasselnan e o vetetano Edmilson Rodrigues semana passada. Sem nenhuma ética e vontade de ajudar o Brasil a superar a crise, inclusive torcendo pelo pronto restabelecimento de um ser humano que, independente, do cargo que ocupe, merece todo respeito e cuidado com as palavras, estes "representantes do povo" deveriam se preparar mais para  melhor informar e "representar" seus eleitores e os milhões de brasileiras e brasileiros que querem um País mais justo e menos corrupto.  E, claro, a verdade acima de tudo.

domingo, 10 de fevereiro de 2019

PRA COMEÇAR A SEMANA

O rei deve prestar contas ao povo, sem sigilos (Milton, The Tenure of King and Magistrates).

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

PRA COMEÇAR A SEMANA

Não se deve generalizar. Nem na política. Até no Partido dos Trabalhadores (PT) tem gente boa, competente e honesta. Como o deputado estadual, André Ceciliano, que acaba de ser reeleito presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ).

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

PRA COMEÇAR A SEMANA

O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

MILAGRES DA MULTIPLICAÇÃO

Com tantos "postos ipiranga" em casa, o presidente Bolsonaro optou por Paulo Guedes para tomar conta da economia. Bastava nomear o filho, deputado-senador Flávio e seu braço direito ( ou mão direita, esquerda e, com certeza, cérebro), Fabrício Queiroz, que o Brasil conseguiria sair do buraco rapidinho e voltar a ficar entre as maiores economias do mundo. O que Flávio conseguiu fazer, ou seja, de um carro popular em 2002 possuir, hoje, um patrimônio de mais de 4 milhões em imóveis, é de deixar qualquer bam-bam-bam inibido ao mexer com o dinheiro dos outros. Sem falar do "enfermo" Queiroz que também conseguiu "rachar" os salários de muita gente transformando-os em automóveis ( certamente não eram iguais ao do Flávio) vendidos com lucros exorbitantes fora de qualquer mercado. Se as coisas continuarem do jeito que estão, sem as devidas e plausíveis explicações - com ênfase para a punição -  não só a economia brasileira vai afundar como o próprio governo que, se tentar tirar o sofá da sala, permitirá que o diabo petista entre, novamente, nos lares, nas vidas e nos governos do presidente e de seus aliados. Deixando o lado tragicômico de lado, bem como as intromissões do STF para barrar as investigações, o milagre da multiplicação que o filho número 2 do presidente parece que realizou tem de ser muito bem explicado sob pena de também contribuir para a destruição de um sonho que a maioria do País ousou sonhar um dia.

domingo, 20 de janeiro de 2019

PRA COMEÇAR A SEMANA

Mourão assume a presidência neste domingo.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

2019 CHEGOU!

Foram "apenas" uns 20 dias de paralisação em alguns de nossos serviços de utilidade pública (como neste espaço aqui de pura reflexão). Recarregadas as baterias, agora é "pau na máquina" porque são muitos os ideais e os sonhos e algumas novas tentativas poderão ser feitas para colocar em prática o maior deles que é ver uma política sendo disponibilizada para todos em sua plenitude com compromisso, lealdade e transparência. Cada vez mais!

PRA COMEÇAR A SEMANA

A prefeitura de São Gonçalo (RJ) confirmou um caso de Peste Bubônica, no município, através da presença da bactéria em um de seus pacientes. A coisa é muito séria e tem de ser tratada como tal pois com saúde não se brinca (mesmo porque não é para amadores, nem crianças, muito menos para despreparados). Fica o alerta para todos que pensam em saúde apenas reativamente, comportamento, ao contrário do proativo (pró-ativo), que não possui uma qualidade positiva e, geralmente, acontece com pessoas a ocupar cargos com interesses políticos, partidários ou outros visando atender interesses particulares.

CARTEL DE ABRANTES

O governo de Jair Bolsonaro, nestes seus mais de 60 dias (a contar da transição), pode ser comparado ao velho ditado que diz "Tudo dantes no quartel de Abrantes". Em alguns aspectos, até se trocaria quartel por cartel, haja vista a continuidade das velhas práticas políticas do apadrinhamento e do nepotismo ( amigos e parentes dos reis sendo nomeados a torto e à direito), do toma lá dá cá ( o DEM tá deitando e rolando),  e até de se permitir o amadurecimento das candidaturas de velhas raposas para presidirem o Senado e a Câmara - no caso, Renan Calheiros e Rodrigo Maia (investigados por corrupção) - legítimas representantes de um gravíssimo problema que milhões de brasileiros acreditaram que Bolsonaro ia combater de verdade. Uma pena que um governo, "que mal começou, comece tão mal", fazendo, ou deixando fazer, o que quer a classe política e os demais criminosos que não veem o Brasil acima de tudo, tampouco, Deus acima de todos. Sem falar nas outras promessas que também não deverão ser cumpridas como enxugar a máquina (e os 15 ministérios?), acabar com a TV estatal, transferir embaixadas, abrir caixas-pretas, enfim, fazer muito diferente do que fizeram os esquerdopatas que afundaram o País. E que esperamos, seus apoiadores, como eu, e a maioria da população ordeira, façam Bolsonaro e sua equipe composta de pessoas com boas intenções.

domingo, 6 de janeiro de 2019

PRA COMEÇAR A SEMANA

Só pra relembrar que "não existe cafezinho grátis" (em lugar nenhum).

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

PRA COMEÇAR A SEMANA

Tem "neguinho" que tem certeza que hoje é um dos últimos dias de gozar do "gozado" foro privilegiado.

domingo, 23 de dezembro de 2018

PRA COMEÇAR A SEMANA

Quando o presente ( dindim) de Papai Noel é bom, até blogueiro "incansavelmente combativo" se (v)rende às tentações e se cala pelos próximos anos.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

PRA COMEÇAR A SEMANA

Ser honesto não é virtude. É obrigação, viu!?!?