terça-feira, 31 de março de 2009

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES

Nossos mais de 6.000 acessos (os quais aproveitamos para comemorar) nos obrigaram a usar as mais variadas ferramentas com o propósito de dividir as informações. A partir de agora, estamos disponibilizando uma espécie de RSS social. As pessoas poderão enviar links e informações ou, simplesmente, receber tudo que for postado.

Para participar do serviço basta seguir os passos abaixo :

1 - Clicar na "caixa" POSTAGENS:
- escolher o servidor de e-mail utilizado : Ex : add to Google(Gmail) ;



2 - Preencher a tela de Login do seu Gmail ;



3 - Pronto ! Toda vez que acessar seu e-mail visualizará entre diversas opções as últimas atualizações do BLOG DO JOÃO DIRENNA ;


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR !

PRERROGATIVAS PARLAMENTARES

Essa do deputado (licenciado) Alberto Fraga é mais uma prova inconteste de que está tudo errado em relação ao exercício parlamentar no Brasil, em todas as esferas. Além dos supersalários e seus "pinduricalhos", vossas excelências têm direito as mais pitorescas mordomias e benesses como, por exemplo, pagar uma secretária "do lar" com dinheiro público, praticar o nepotismo, mandar seguranças do Senado vigiar propriedades particulares e arranjar, gratuitamente, passagens aéreas dessa mesma Casa para parentes, aproveitar a milhagem acumulada para viagens particulares e sabe-se lá mais o quê. A crescente taxa de desemprego e outras injustiças sociais, cada vez maiores, deveria envergonhar a todos, principalmente aqueles que são pagos para diminuí-las. Mas parece que a maioria dos políticos "entra nessa pra se dar bem". E ainda tem a desfaçatez de pegar um microfone para "falar em nome da sociedade"...

segunda-feira, 30 de março de 2009

PRESIDENTE DA PETROBRAS NA ALERJ NESTA QUARTA

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, irá à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (01/04), para detalhar os planos da empresa para o Estado do Rio de Janeiro. A partir das 14h30m,no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, Gabrielli falará aos deputados sobre os investimentos no pré-sal, a construção do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj) e a ampliação da Refinaria de Duque de Caxias (Reduc), entre outros projetos financiados pela Petrobras. No caso do Comperj, por exemplo, a petroleira estima que 720 empresas instalem-se na região de Itaboraí até 2015 e que sejam criados 87 mil postos de trabalho. Durante o evento, também será feita exposição do Plano de Negócios da empresa. Uma boa oportunidade para todos aqueles que, de alguma forma, têm relação com a área de petróleo e gás, mais precisamente com a empresa.

SUCOS NA HORA CERTA


Os benefícios da vitamina C para o corpo humano são bastante conhecidos, mas nutricionistas alertam que fontes desse alimento, como sucos de laranja, acerola e limão, devem ser consumidas em até 10 minutos após o preparo. Tempo maior em contato com o ar e a luz do sol faz a bebida perder a vitamina C e outras propriedades nutritivas. A vitamina C melhora a resistência, ajuda a combater a gripe, tem ação antioxidante e favorece o fortalecimento da pele. Seu uso é fundamental. Além disso, é importante que as pessoas vejam regularmente o nível da vitamina C no organismo através de um exame de sangue. Outra dica importante é em relação às bebidas industrializadas que não são a melhor opção para nutrir o organismo. Os famosos sucos de caixinha, por exemplo, contêm alto teor de açúcar, além de corantes e conservantes que são prejudiciais à saúde, sobretudo das crianças. Além disso a vitamina C no produto é praticamente inexistente. É preferível ingerir o suco natural guardado, com menos vitaminas, a beber o artificial, que apresenta mais danos do que benefícios.

DIREITOS DESUMANOS

A estagiária da Caixa Econômica, morta durante assalto no Centro do Rio, já faz parte da imensa lista de crimes cometidos em um país onde as pessoas vivem à mercê da própria sorte, enjauladas nas próprias residências como se animais selvagens fossem. Tendo sido executada só por ter pedido seus documentos de volta, a jovem passa a fazer parte das estatísticas de crueldade onde os bandidos não se satisfazem mais com os objetos roubados. O latrocínio vem como uma espécie de troféu, com toda proteção dos que defendem os direitos humanos e abominam penas que poderiam diminuir crimes hediondos como estes. Até quando a hipocrisia vai prevalecer sobre o direito sagrado e constitucional de ir e vir?

domingo, 29 de março de 2009

LIGADO NO COMPUTADOR

Uma pesquisa realizada pela Deloitte afirma que os brasileiros passam três vezes mais tempo por semana conectados à Internet do que assistindo TV. O estudo "O Futuro da Mídia" está na terceira edição, mas esta foi a primeira em que o Brasil foi inserido entre os outros países pesquisados: Estados Unidos, Japão, Alemanha e Grã-Bretanha. Dos 9 mil entrevistados, 1.022 eram brasileiros. De acordo com a pesquisa, os consumidores brasileiros gastam, atualmente, 82 horas por semana utilizando diversos tipos de mídia e de entretenimentos tecnológicos, como o celular. Para a maioria dos consumidores, o computador superou a televisão em termos de entretenimento. A maior parcela dos participantes (81 por cento) apontou o computador como o meio de entretenimento mais importante em relação à TV.

Fonte: Reuters

SÓ ADVERTÊNCIA

O projeto de lei que substitui as infrações leves — que rendem três pontos na carteira e multa de R$ 53,20 —, por apenas uma advertência escrita, foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal. O novo projeto ainda será submetido ao Senado e não tem prazo para entrar em vigor. Se aprovada, a medida seria válida apenas para os motoristas que não tiverem cometido infrações nos últimos 12 meses. No caso de reincidência da infração, a multa é aplicada. A proposta busca incentivar quem anda dentro da lei e que, por um descuido, comete pequenas infrações de trânsito. Pode ser uma boa...

CHARGE


RIR É O MELHOR REMÉDIO (alguém já falou isso...)

SÓ SEI QUE NADA SEI


Esta semana, como de costume, colocando por quês para os vários egos, procurei algo que me ajudasse a ajudá-los. Foi quando o google me sugeriu "Sócrates, O Poder do Não Saber", de Andreas Drosdek. Acessando-o na própria internet - que ninguém é de ferro - logo de cara uma frase de Einstein: “os problemas que existem no mundo não podem ser resolvidos a partir dos modos de raciocínio que deram origem aos mesmos”. Pronto, era tudo que precisava para confundir, ainda mais, os pobres egos. Mas vamos lá. O pensamento “A tripla reviravolta Socrática” diz respeito ao reconhecimento do não-saber, o ser humano como centro e o bem enquanto objetivo. Inicia com uma breve síntese das três reviravoltas de Sócrates. Segundo o autor, ao invés de defender seu pretenso saber a qualquer custo, Sócrates passou a se concentrar em seu não-saber e, sendo assim, transformou a revelação de falsos saberes e a descoberta do não-saber no foco de sua vida. A primeira reviravolta seria, portanto, exatamente esta: o reconhecimento do não-saber. Assim, quando Sócrates apregoa que “só sei que nada sei”, na verdade, não quer dizer que não sabe de nada, mas que tinha consciência de que seu saber a princípio seguro, ainda era falho em relação a alguns pontos decisivos, ou seja, “não acredito saber aquilo que não sei”. Utilizando seu método de perguntar, Sócrates, então, desmascarou o não-saber dos políticos, dos poetas e dos artesãos. Com isso, Sócrates terminou por demonstrar as mentiras que alicerçavam a vida de muitas pessoas, que viviam bem com o fato de enganarem a si próprios e aos outros. Pois bem, a segunda reviravolta é ter o homem como centro, ou seja, para Sócrates a dedicação ao ser humano não se reduzia apenas à auto-análise. Estar a serviço do bem-estar do próximo, ajudando-o em sua busca pela verdade e pelo sentido da vida, era o seu objetivo. Finalmente, a terceira reviravolta tem o bem enquanto objetivo. Acreditava Sócrates que a missão do ser humano era viver do modo mais virtuoso possível, ou seja, aquilo que preenche melhor sua função, usar o seu potencial da melhor forma possível e fazer jus às suas responsabilidades. Em suma, o processo de contínuo auto-aprimoramento representava para Sócrates o ponto de partida na busca do bem. Como se vê, nós, pobres mortais, podemos afirmar, categoricamente, que nada sabemos e de que estamos muito longe de tudo isso. Apesar da pretensão de superioridade de muita gente...

sábado, 28 de março de 2009

YOUTUBE LIBERADO NA CHINA

O YouTube está novamente acessível na China, após quatro dias de bloqueio, segundo comprovaram internautas em Pequim e Xangai. O governo chinês não reconheceu ter censurado o portal, mas, durante esta semana, a imprensa oficial e o porta-voz de Assuntos Exteriores lançaram duras críticas contra um vídeo colocado no YouTube mostrando supostas agressões da polícia chinesa contra tibetanos, nas revoltas em Lhasa do ano passado. Um dos sites mais populares do mundo, ele já teve problemas de acesso na China em outubro de 2007, durante o Congresso do Partido Comunista, quando esteve inacessível durante cerca de duas semanas, algo que, como desta vez, foi duramente criticado por alguns internautas chineses.

ENFRENTANDO A CRISE

O projeto do Complexo Logístico e Industrial de Quissamã, município localizado no norte do Estado do Rio de Janeiro, cujas obras devem começar a partir do segundo semestre de 2009, já é uma realidade sem volta. O empreendimento foi o tema principal do encontro entre os prefeitos Armando Carneiro (Quissamã) e Rosinha Garotinho (Campos dos Goytacazes), o diretor de Planejamento Portuário do Ministério dos Portos, Eduardo Zuma, e o subsecretário de Transportes do Estado, Delmo Pinho, que aconteceu esta semana em Barra do Furado, em Quissamã. Também estiveram presentes os representantes dos estaleiros STX Brasil Off Shore e Ilha S/A e a base de apoio off shore. A visita foi resultado da recente reunião dos prefeitos com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, que se comprometeu a liberar recursos para a dragagem do Canal das Flechas, na ordem de R$ 30 milhões. A audiência que Armando e Rosinha tiveram com o ministro da Secretaria Especial dos Portos, Pedro Brito, foi importante para o Governo Federal se interessar pelo projeto que pode representar um importante passo para a autosustentabilidade da região e geração de milhares de empregos.

site da PMQ

ARGENTINA COMPRA AVIÃO DA EMBRAER COM DINHEIRO DO BRASIL

As peças dos aviões serão produzidas pela empresa argentina Area Material Córdoba. Serão 20 aviões EMB 190. A entrega ocorrerá em cinco anos e o empréstimo do BNDES será pago em 12 anos. (resumo de matéria do site do Clarin).

sexta-feira, 27 de março de 2009

GREVE DECRETADA EM SEIS CIDADES

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo decretou a greve da categoria, por tempo indeterminado, a partir da zero hora de hoje. Os municípios afetados pela paralisação são Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Tanguá e Rio Bonito. A categoria reivindica aumento de 10%. A proposta dos empresários, de 7% retroativo a 1º de março, foi rejeitada. Estima-se que 2 milhões de pessoas sejam prejudicadas pela paralisação que abrange as linhas municipais e intermunicipais. Apesar de legítimo direito do trabalhador, greves como estas causam um transtorno muito grande para toda a população, indistintamente, e é ai que devem ser reavaliadas. O direito de ir e vir não pode, nunca, ser cerceado. Com a palavra, os sempre envolvidos: empresários e governo. E a população...SIFU!

HORA DO PLANETA

Mude seus hábitos por um planeta mais sustentável
O WWF-Brasil participa pela primeira vez da Hora do Planeta, um ato simbólico, que será realizado dia 28 de março, às 20h30, no qual governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a apagar as luzes para demonstrar sua preocupação com o aquecimento global.
O gesto simples de apagar as luzes por sessenta minutos, possível em todos os lugares do planeta, tem como objetivo chamar para uma reflexão sobre a ameaça das mudanças climáticas.
Participe! É simples. Apague as luzes da sua sala.

BRASIL DE FATO

O Jornal Brasil de Fato, um jornal de esquerda, completa seis anos de imprensa popular e lança uma campanha por assinaturas. Hoje o jornal impresso circula às quartas-feiras. Além dele há o boletim eletrônico distribuído para 84 mil militantes de movimentos sociais e o site www.brasildefato.com.br. Quem tiver interesse deve ligar para (11) 2131 0800 ou enviar e-mail para assinaturas@brasildefato.com.br .

quinta-feira, 26 de março de 2009

CUIDADO COM A CABEÇA

A carenagem da frente de uma das turbinas de um avião modelo DC-10 soltou e caiu, atingindo pelo menos 20 casas e dois carros na Colônia Terra Nova, bairro Manoa, em Manaus. O acidente ocorreu na madrugada de hoje, por volta de 1h30m, na Rua Humaitá. Segundo a Defesa Civil de Manaus, ninguém ficou ferido. Com o impacto da queda da peça, foi aberto um buraco no asfalto da rua. Quatro casas foram as mais atingidas e tiveram o telhado e a frente danificados. Fico imaginando se a turbina caísse um pouco mais pra baixo, por exemplo, na capital federal, em cima da cabeça de políticos que costumam fazer promessas aos eleitores acompanhadas da célebre frase: "se eu estiver mentindo que me caia algo na cabeça"...

MULHER NO VOLANTE


Quem disse que é perigo constante? Pesquisas realizadas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran),nas principais capitais do país, apontam que, em média, apenas 12 % das mulheres são responsáveis por acidentes no trânsito. São consideradas mais cuidadosas, educadas e mais calmas. Além disso, são mais preocupadas e mais solidárias. Já os homens, ainda de acordo com as pesquisas, têm mais autoconfiança e isso pode levar à imprudência. Apontadas como exemplo na maneira de dirigir, as mulheres podem se gabar e provar que o perigo maior é, na verdade, com eles ao volante. Mas, como tudo na vida, existem as exceções.Outro dia mesmo, estava parado - paradinho da silva - na fila de um pedágio quando, de repente, senti uma tremenda abalroada na traseira do carro. Assustado, abri a porta e fui verificar o quê tinha acontecido quando deparei-me com uma moça, toda assustada, se desculpando pelo ocorrido. Eu,heim...

USO DE AGROTÓXICOS EM DEBATE NAS ESCOLAS

Todas as escolas estaduais situadas em áreas rurais do Rio de Janeiro serão obrigadas a ensinar aos seus alunos noções básicas referentes ao controle e ao uso de agrotóxicos e similares nas plantações, conforme determina a Lei 5.417/09, de autoria do deputado Paulo Ramos (PDT), sancionada ontem pelo governador em exercício Luiz Fernando Pezão. "Esse é um importante passo em direção à garantia da saúde de nossos jovens. O uso indevido destes produtos vitima muitas crianças no interior do estado", lembrou o parlamentar. A nova lei regulamenta a determinação contida no artigo 21 da Lei 3.325/99, que trata sobre a educação ambiental. Segundo a nova determinação, os órgãos públicos responsáveis pela educação, meio ambiente e agricultura do estado deverão elaborar propostas com o objetivo de ampliar os conhecimentos dos alunos das escolas estaduais localizadas na zona rural sobre o meio ambiente, o equilíbrio dos ecossistemas e a interação do ser humano com o ambiente, para manutenção de sua saúde e a conservação ambiental, além de difundir as noções relativas à utilização correta dos agrotóxicos nas escolas e discutir técnicas alternativas de agricultura, com menor impacto sobre o ser humano, visando também o equilíbrio ambiental.

terça-feira, 24 de março de 2009

PARA INSTITUTO ULRICH, GAROTINHO APARECE EM 2º


O Instituto Datafolha publicou na edição de ontem, uma série de pesquisas sobre as sucessões estaduais no Brasil. No caso do Rio de Janeiro sou forçado a fazer um comentário devido à disparidade dos números, entre duas pesquisas realizadas no mesmo período. Na pesquisa do Datafolha, me é atribuída uma intenção de voto máxima de 8%, enquanto no Instituto Ulrich Pesquisa e Marketing, dirigido pelo conceituado Herich Ulrich, diretor do Ibope durante 28 anos, meus números variam de 14% a 17%. Depois de analisar as duas pesquisas só posso concluir que o Datafolha cometeu um erro metodológico, já ocorrido na eleição presidencial de 2002 ao apresentar meu nome nas cartelas como Anthony, antes do Garotinho. À época enviei ofício ao instituto, que corrigiu e nas pesquisas seguintes os índices de intenção de voto subiram. Embora tenha disputado minha última eleição para governador do Rio,em 1998, há onze anos, e aparecendo numa lista de políticos que disputaram recentes eleições ou deixaram prefeituras importantes, continuo aparecendo em 2º lugar mesmo sem ter declarado em momento algum que sou candidato, atrás apenas do governador que é candidato declarado à reeleição.

Blog do Garotinho

MAIS INCENTIVO À CRIMINALIDADE


Quando pensamos que já vimos tudo de ruim, surge algo tão ou ainda pior. Seja em relação à criminalidade, com assassinatos de ex-esposas e sequestros de filhos pelos próprios pais, redes de pedofilia se multiplicando em cada esquina, avô ou pai que estupram filhos e engravidam filhas, uma sociedade cada vez mais acuada pelo tráfico e pelas balas que, perdidas, encontram, sempre, inocentes, sequestrados sendo mortos mesmo após pagarem o resgate, latrocínios cometidos, a qualquer hora e por qualquer motivo, por bandidos "de menor" escoltados por "de maior" e uma outra centena de tipos de crimes hediondos que contam com a certeza da impunidade ou na melhor das hipóteses com a quase complacência da Justiça. Agora, eis que surge no triste cenário nacional, de tantas injustiças sociais,- como já era esperado - uma outra forma de perversão em todos os níveis: a da criação e venda de programas de computador ( jogos do tipo Nãoentendo ) que estimulam estupro, prática de pedofilia e assassinatos onde o jogador escolhe, vai atrás das vítimas e recebe pontuação (?) pelas "conquistas" alcançadas. Até quando as autoridades, muitas, certamente, beneficiadas pela própria ilegalidade e, no caso em questão, pela pirataria, vão continuar fingindo preocupar-se com leis tão brandas? Acho que já passou da hora - e do século - de as instituições, entre elas a Igreja Católica, sairem, por exemplo, do discurso de um mundo onde o importante é o arrependimento, que deve-se abolir o uso de preservativos, que os desvios de conduta são ressocializáveis com o sistema carcerário e com o Código Penal existentes e que a sociedade é capaz de fazer muito mais. Com uma sociedade cada vez mais refém de si mesma, presa em sua própria casa e que conta, apenas, com um Estado enfraquecido, resta ao homem de bem e às próprias instituições passarem a defender penas muito mais severas para crimes bárbaros, sem demagogia ou outra forma oriunda do poder pelo poder.

O USO DA INTERNET NA POLÍTICA


É verdade que a audiência dos meios de comunicação tradicionais vem caindo e o uso da internet vem crescendo, e a taxas significativas. É fato que nas campanhas eleitorais o acesso a notícias via internet ultrapassou a TV na França e é muito maior que os jornais nos EUA. O uso da internet por políticos tem se mostrado um instrumento importante, embora, com eficácia, ainda restrita a poucos como Obama (que mantém seu sistema funcionando depois de eleito). Por esta razão, os políticos devem avaliar bem o uso da internet, definindo instrumentos, de forma a ampliar o alcance. Isso requer atualização, persistência e paciência. Para raciocinar, suponha que exista 1 milhão de pessoas que os meios de comunicação atinjam e que os emissores da internet via blogs, sites, twitters, e-mails, etc... cheguem a 2 milhões. A diferença é que nos meios de comunicação são uns poucos emissores para alcançar o universo total. Seria como um cone deitado, onde o vértice são os meios de comunicação e a base os leitores, ouvintes e telespectadores. No caso da internet, usando o número apenas para exemplificar, são 1,5 milhão de emissores para alcançar 2 milhões de pessoas (um cone truncado em cima), com pessoas recebendo de várias fontes e instrumentos. Portanto, se o alcance geral é maior, lembre-se que é muito mais coletivo e disperso. Com isso, os emissores têm que conseguir abrir espaços em que consigam alcançar espaços de alguma significação, e crescentes. Uns podem querer um alcance restrito e específico, seja uma rede de amigos ou um tema focado. Portanto, não é porque a internet cresce e a mídia tradicional cai em audiência, que se pode pensar que a taxa de substituição para os emissores é a mesma, especialmente quando se tem a opinião pública como alvo. Os políticos, em suas mensagens via internet, ou na forma que usam os instrumentos, devem sempre pensar no efeito multiplicador postado. De outra forma estarão escrevendo uma carta/e-mail, pessoal e estática: nada contra.

Ex-Blog do César Maia

segunda-feira, 23 de março de 2009

CABRAL LIDERA INTENÇÃO DE VOTO NO RIO


Pesquisa Datafolha, divulgada hoje, mostra que o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), aparece em primeiro lugar nos dois cenários em que seu nome é apresentado como candidato à reeleição em 2010. Foram ouvidos 1.136 moradores de 26 municípios do estado do Rio de Janeiro, entre os dias 16 e 19 de março de 2009. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.
Em um dos cenários, Cabral atingiu 26%, Marcelo Crivella (PRB), 16%, Fernando Gabeira (PV), 15%, Wagner Montes (PDT), 11%, e o ex-prefeito Cesar Maia (DEM), 10%. Com a margem de erro, os quatro estão empatados em segundo lugar.
Outros três cenários foram apresentados ao eleitor. Com o ex-governador Anthony Garotinho sendo colocado como candidato do PMDB, quatro candidatos ficariam empatados em primeiro lugar caso as eleições ocorressem hoje: Gabeira, com 18%, Crivella, com 17%, Maia, 16%, e Montes, 13%. Garotinho teria 8%, ao lado de Frossard, com 7%. Votariam em branco ou nulo 12% e 4% não saberiam escolher.
É óbvio que o resultado do Datafolha reflete, exatamente, a tradição política no Brasil, ou seja, de ser favorável ao detentor do cargo. No caso do governador fluminense isto é facilitado por ele possuir muito mais espaço na mídia, ter bom trâmite entre prefeitos, muitos deles do interior, saber explorar a relação eleitor-governo com seu timming quase preciso e por suas declarações constantes de que é pré-candidato em 2010, sempre ao lado de políticos de peso, independente de qual partido pertencem. Falar de sua experiência, embora indiscutível, não pode ser o ponto fundamental levando-se em consideração que os demais postulantes ao cargo também são pesos-pesados e carregam muitos votos. A vantagem de Sérgio Cabral se dá por estas razões e todas ajudam muito a não permitir a aproximação de outros pré-candidatos. Pelo menos até a efetiva disputa que só esquenta mesmo a partir de abril do próximo ano. Até lá, muita coisa pode acontecer.

INTELIGÊNCIA E EMPREGO

Acompanhei, dia desses, um trabalho muito interessante do professor Marco Aurélio Pacheco, coordenador de Inteligência Ocupacional Aplicada da Puc-Rio.
Basicamente, consiste em reproduzir nos computadores aspectos do comportamento humano como aprendizado, percepção, raciocínio, evolução e adaptação. Através de métodos avançados, pode-se criar soluções para problemas que se acreditava insolucionáveis, como já comprovaram empresas de grande porte, além de obter uma excelente análise sobre o colaborador que deverá ser muito útil em se tratando do quadro de ascenção profissional.
- Há algum tempo, assim como saber inglês, noções de informática deixaram de ser diferencial na formação de um profissional. É pré-requisito. Estamos em plena mudança da Era Industrial para a Era do Conhecimento. A tecnologia e a globalização avançaram num ambiente de cada vez mais concorrência, decidida por ganhos de escala e eficiência. No meio desse processo, obter uma simples informação deixou de ser caro e difícil. O problema é como transformar tanta informação em conhecimento e, consequentemente, em eficiência e valor", argumenta o professor.

domingo, 22 de março de 2009

VEREADORES BRASILEIROS X RELEVÂNCIA

Você está satisfeito com a atuação de seus vereadores? O trabalho deles é relevante? Para a organização Transparência Brasil, a resposta tem sido NÃO na grande maioria das cidades brasileiras. Peguemos como exemplo a Câmara Municipal do Rio de Janeiro: De um total de 2.978 proposições apresentadas entre 2005 e 2008 pelos vereadores, 1.572 foram aprovadas; no entanto, apenas 209 das propostas que se tornaram lei se referiam a assuntos com impacto sobre a vida e a administração da cidade. Isso resulta numa taxa de relevância (projetos relevantes aprovados em relação ao total de projetos apresentados) de 7%.
As demais 93% proposições ou não foram aprovadas ou, se aprovadas, diziam
respeito a homenagens, concessão de medalhas, fixação de datas
comemorativas e outros assuntos irrelevantes.
Fazendo o mesmo cálculo para cada um dos vereadores, a média de
produtividade relevante dos integrantes da Câmara foi de apenas 9,4%.
Nenhum deles ultrapassou a marca de 26% e quatro não tiveram aprovado
nenhum projeto relevante.
Fechando a atenção sobre as 1.572 proposições aprovadas, as 209 relevantes
corresponderam a apenas 13%. As restantes 87% (1.363 projetos acolhidos
pelos vereadores) tratavam de assuntos irrelevantes para a vida da
coletividade.
Desde o início da atual legislatura, os vereadores cariocas formularam um total
de 1.612 proposições que diziam respeito à nomeação de logradouros, à
definição de datas comemorativas, à concessão de medalhas e títulos de
cidadania e outras irrelevâncias.
Como 1.363 dessas propostas vazias de conteúdo foram aprovadas, isso
significa uma taxa de sucesso de quase 85% para esse tipo de proposição. Já
para os 1.366 projetos dotados de alguma relevância submetidos pelos
vereadores, a taxa de aprovação foi de apenas 15%.
E aí? Surpreso com a pesquisa ou você já viu este filme? Ou esta não é a realidade da Casa Legislativa de sua cidade?

AVALIAÇÃO DO GOVERNO LULA EM QUEDA

Pela primeira vez desde setembro de 2007, a avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou queda, de acordo com pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria ao Ibope (CNI/Ibope). Levantamento aponta recuo de 9 pontos percentuais na avaliação de ótimo e bom do governo Lula, caindo de 73% em dezembro de 2008 para 64% em março de 2009. Segundo a pesquisa, 10% dos entrevistados avaliam o governo como ruim ou péssimo. Em dezembro do ano passado, esse percentual era de 6%. O percentual daqueles que aprovam a maneira como Lula administra o País também apresentou queda em março. Hoje, 78% aprovam a forma como o presidente governa, contra 84% que aprovavam em dezembro passado. Para quem não costuma avaliar o desempenho de um governo somente através de pesquisas como estas, a queda percentual se deve muito mais à inflação que a população, finalmente, começou a sentir e a consequente mudança de hábitos. Isto aliado a inegável crise mundial, bem longe de ser apenas uma "marolinha". Com salários achatados e com o custo de vida começando a saltar para patamares bem distantes dos divulgados, o brasileiro, aquele que sobrevive com o que resta, parece estar deixando de acreditar em promessas de "melhores condições de vida para todos os brasileiros", marca registrada do governo em queda.

FORTE REDUÇÃO DOS ROYALTIES PARA OS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO

Estimativas (trecho do ESP) do curso de Planejamento Regional da Universidade Cândido Mendes, apontam que as nove cidades fluminenses que mais recebem recursos do petróleo perderão R$ 650 milhões apenas na conta de royalties, mantidas as condições atuais. Macaé deverá receber R$ 211,7 milhões de royalties em 2009. No ano passado, foi quase o dobro: R$ 406,9 milhões. Nas participações especiais, a queda projetada é de mais de 50%: de R$ 98,7 milhões para R$ 43,8 milhões. Campos deverá perder este ano 42% da receita de R$ 559 milhões dos royalties que a cidade recebeu em 2008. Nas participações especiais, deve ficar apenas com R$ 372 milhões este ano, 33% menos do que em 2008.

A GUERRA PELA ÁGUA


Alguém consegue pensar em vida sem água? Responder a esta questão é simples demais. Difícil é, por exemplo, economizarmos o líquido que é responsável pela vida de quase todas as espécies do planeta. Hoje, Dia Mundial das Águas, não há muitos motivos para comemoração. Desperdiçada na mesma proporção que o seu aproveitamento, segundo especialistas, a busca por água potável - cada vez mais escassa em função da poluição de lagos, rios e mares e pelas mudanças climáticas - pode gerar um conflito armado de grandes proporções num futuro bem próximo e isto deve servir de alerta não só hoje. O Brasil, berço esplêndido por natureza, cujos mananciais estão repletos de riquezas, água, inclusive, deve mudar sua cultura imediatamente sob o risco de ser o mais atingido.

sábado, 21 de março de 2009

LUZES ESTRANHAS


Nunca fui chegado a extremos. Nem agnosticismo, nem pragmatismo, nem ceticismo exagerados. Mas em se tratando de Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs),na noite da última quinta-feira acredito ter visto um fenômeno nos céus, no mínimo curioso que, portanto, pode ter sido o início para algum tipo de mudança quanto a forma pessoal de encarar o assunto. Estávamos, eu e minha esposa, conversando sobre o clássico Crime e Castigo, de Dostoiésvsky - e o fazíamos em uma praia localizada no Norte do Estado do Rio - quando começamos a ver diversas luzes (umas 10), todas bem parecidas, distantes entre si, que corriam os céus, em várias direções, com uma velocidade inimaginável aos padrões normais. Como era uma noite daquelas inspiradoras para poetas e amantes, com "céu de brigadeiro" como diz meu pai e o local contava com pouquíssima iluminação, acompanhar aqueles "objetos" tornava-se tarefa fácil, além de intrigante. Tantas são as histórias envolvendo o imaginário de fenômenos estranhos nos céus de todo o mundo e tantos são os segredos que se escondem por trás delas que fica difícil descartá-las ou apoiá-las. Sem entrar neste mérito, só resta a mim e a minha esposa confirmar que o que vimos é, com certeza, muito estranho.

quinta-feira, 19 de março de 2009

AUSTRÍACO PEGA PRISÃO PERPÉTUA


Por unanimidade, o austríaco Josef Fritzl foi condenado à prisão perpétua por prender e estuprar sua filha Elisabeth no porão durante 24 anos e ter sete filhos com ela. Fritzl foi considerado culpado pelos oito jurados de todos os crimes que era acusado: incesto, cárcere privado, estupro, escravidão e homicídio - este pela morte, por omissão de socorro, de um dos sete bebês que teve com a vítima no cativeiro. O aposentado de 73 anos deverá cumprir a pena uma instituição psiquiátrica de segurança. Durante o julgamento, Fritzl admitiu todas as acusações feitas contra ele, ainda que no início das audiências tenha negado responsabilidade pela morte de um dos gêmeos que teve com a filha em 1996. Após assistir ao depoimento da filha, feito por vídeo, ele voltou atrás e admitiu não ter prestado socorro à criança. Também na quarta, o réu admitiu culpa integral nas acusações de estupro e escravidão. Até então, ele tinha dito que era apenas "parcialmente culpado" por violentar e escravizar a filha. Fritzl aceitou o veredicto e renunciou ao seu direito de apelação da sentença. O advogado de defesa, Rudolf Mayer, afirmou aos jornalistas que era uma sentença "lógica" depois de todos os delitos cometidos pelo austríaco. A acusação de homicídio por negligência foi a mais grave contra Fritzl, que prevê prisão perpétua dependendo da gravidade do caso. De acordo com a Justiça austríaca, as demais acusações preveem entre 10 e 20 anos de prisão para escravidão, entre 5 e 15 anos para estupro, entre 1 e 10 por cárcere privado, de 6 meses a 5 anos por coerção e apenas 1 ano para incesto. Antes de sair a sentença, Fritzl se disse arrependido do que fez à família. "Eu lamento do fundo do meu coração o que fiz a minha família. Infelizmente, não posso desfazer o que fiz. Posso apenas tentar limitar o dano da melhor forma que puder".

MAIS PROPAGANDA ELEITORAL


Os grandes partidos pretendem aumentar o tempo de propaganda gratuita em rádio e televisão. O Projeto de Lei 576/2007, do presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, já recebeu aprovação das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e Ciência e Tecnologia (CCT). Caso a proposta seja aprovada pelo Senado e pela Câmara, até junho, as novas regras entrarão em vigor no segundo semestre. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), hoje os partidos com os requisitos que asseguram horário gratuito em rádio e TV têm direito, semestralmente, a dez minutos de propaganda em bloco, além de 20 minutos divididos em inserções de 30 segundos a 1 minuto. O projeto de Sérgio Guerra duplica o tempo disponível aos partidos: ao invés de 20, seriam 40 minutos de inserções em bloco na programação da TV aberta e nas emissoras de rádio. O bloco passará para 20 minutos por semestre. Isso quer dizer que, anualmente, estas legendas passarão a contar com 120 minutos (duas horas) de propaganda eleitoral gratuita. Com a aprovação do projeto, o eleitor, que no Brasil é obrigado a votar, passará a ser obrigado, também, a assistir o dobro de todo aquele blá-blá-blá que, na maioria das vezes, é considerado um "grande engodo eleitoral".

segunda-feira, 16 de março de 2009

MÁS INFLUÊNCIAS

Existem posturas arrogantes que são, de fato, difíceis de engolir. José Sarney, presidente do Senado, considerou "coisa pequena" ter enviado quatro seguranças da Casa, pagos com o dinheiro público, ao Maranhão para que eles protegessem imóveis e bens de sua família porque temia que partidários do governador Jackson Lago, cassado pela Justiça Eleitoral, se voltassem contra ele. Coisa pequena, senador, é o salário médio do trabalhador brasileiro que o senhor e os demais "farinha do mesmo saco", como Renan, Temer, Collor, Dilma e outros - aos quais o país foi entregue - teimam em manter, possivelmente, em níveis suportáveis, termo que adoram políticos desta estirpe. Às vezes fico achando que o presidente Lula, em nome da tal da governabilidade, já macomunou sua ideologia há muito tempo. Abre o olho, presidente Obama.

A VOLTA POR CIMA

Depois que perdeu o cargo de presidente da República, em 1992, tornando-se o primeiro presidente brasileiro a sofrer um "impeachment", Fernando Collor de Mello parecia acabado para a vida pública nacional. "Elle" nunca perdeu a arrogância nem desistiu, porém. Depois de recuperar os direitos políticos e de se eleger senador pelo PTB de Alagoas, voltou à linha de frente do cenário político e acaba de ganhar um presente sem tamanho do PMDB, com a aquiescência do presidente Lula. E mostrou que pretende usar a vitrine que lhe deram para se destacar e, quem sabe, dar uma reviravolta na sua história. Logo ao ser empossado na presidência da Comissão de Infraestrutura do Senado, criticou o Governo Federal e vestiu o figurino de fiscal das obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Mirando na simpatia dos prefeitos, criticou o Planalto por não renegociar dívidas de municípios e disse que a redução do IPI na venda de carros só favorece os Estados produtores. E, retornando ao seu antigo papel de "caçador de marajás" (já deu certo uma vez, não custa tentar de novo) Collor propôs que todos aqueles que forem indicados para a direção das agências reguladoras terão de, além de passar pela sabatina no Senado, provar que não têm dívidas fiscais com a União, Estados e municípios. Lula deveria colocar suas barbas de molho ante a movimentação deste seu aliado. Afinal, ele mostrou, há 19 anos (quando se elegeu presidente derrotando o próprio Lula), o que é capaz de fazer para subir as escadas que lhe interessam.

PETRÓLEO BARATO SECA COFRE DAS CIDADES

A queda do preço do petróleo no mercado internacional, que derrubou a cotação do barril à casa dos US$ 40 depois de ter ultrapassado US$ 100 em 2008, já ameaça o orçamento das cidades que se tornaram dependentes dos royalties e participações especiais da extração na costa. No Estado do Rio, que fica com a maior parcela dos recursos por liderar a produção do País, algumas cidades podem perder quase metade dessas receitas, inviabilizando projetos políticos construídos na abundância de recursos. A maioria dos prefeitos agora tem de cortar custos para honrar promessas de campanha. Segundo estimativas do curso de pós-graduação em Planejamento Regional e Gestão de Cidades da Universidade Cândido Mendes (Ucam), as nove cidades fluminenses que mais recebem recursos do petróleo perderão R$ 650 milhões apenas na conta de royalties, mantidas as condições atuais. A queda também afetará municípios de outros Estados, que, em 2008, receberam juntos R$ 3,7 bilhões em royalties. Em participações especiais, foram outros R$ 1,1 bilhão.

O Estadão

domingo, 15 de março de 2009

BRIGA BOA

A disputa pelas duas vagas de senador, pelo Rio de Janeiro, ano que vem, promete ser muito acirrada. Além da possível tentativa à reeleição do senador Marcelo Crivella, (com poucas chances para que o senador Paulo Duque faça o mesmo), deverão entrar na briga o presidente da Alerj,Jorge Picciani,o deputado federal Fernando Gabeira,os ex-governadores Garotinho e Benedita da Silva,os ex-prefeitos César Maia (Rio) e Godofredo Pinto (Niterói) e, possivelmente, o prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias. Todos, claro, com o firme propósito de, em 2011, embarcarem ao lado do senador Francisco Dornelles na ponte-aérea Rio-Brasília. É claro que até lá muita água vai rolar, com mudanças de sigla e de planos para alguns que poderão desistir da disputa pelo Senado e optar por outras formas de voo. Mais ou menos confortáveis e interessantes, se é que você me entende...

sábado, 14 de março de 2009

PROCURADORIA DESQUALIFICA AÇÃO

A PGE (Procuradoria Geral Eleitoral) considerou “improcedente” a ação em que PSDB e DEM acusam Lula e Dilma de realizar campanha eleitoral fora da lei.
A opinião do Ministério Público está expressa num parecer enviado ao ministro Arnaldo Versiani, relator do processo no TSE.
O texto é assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral Francisco Xavier Pinheiro Filho. Ele encampa as principais teses da defesa de Lula.
O processo gira em torno da pajelança que arrastou para Brasília algo como 4 mil prefeitos. Coisa organizada pelo Planalto.
Para a oposição, tratou-se de um evento de campanha, usado por Lula para levar à vitrine a pré-candidata Dilma Rousseff.
Para o governo, foi um mero acontecimento administrativo. Serviu para que o governo abrisse as portas de programas federais aos gestores municipais.
“Não há nos discursos do presidente ou da ministra referência à eleição, candidatura ou pedido de voto”, escreveu o vice-procurador-geral Francisco Xavier.
O representante do Ministério Público absorveu em seu parecer dois argumentos esgrimidos pela Advocacia Geral da União, que defende Lula e Dilma:
1. Disse que o encontro de prefeitos foi “suprapartidário”. Compareceram inclusive administradores filiados ao PSDB e ao DEM.
“Lá compareceu até mesmo o governador do DF, José Roberto Arruda, filiado ao Democratas, que acompanhou o presidente da República na abertura dos trabalhos”.
2. Lembrou que o governador tucano de São Paulo, José Serra, também realizou um encontro com prefeitos paulistas. “Sem sofrer os incômodos de uma representação”.

CAÇADOR DE MARAJÁS


A Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado, colegiado presidido por Fernando Collor de Mello (PTB-AL), aprovou um ato proposto pelo parlamentar alagoano que torna mais rígido o processo de escolha de integrantes das agências reguladoras. Entre outras funções, é da responsabilidade do Senado aprovar os indicados para essas empresas.Pela proposta, os indicados pela Presidência da República para ocupar funções estratégicas nas agências deverão apresentar argumentação escrita que confirme experiência, formação técnica e afinidade intelectual e moral para a função.
Conforme destacou Collor, o ato “disciplina o processo de votação de autoridades na CI”. “Acredito que sabatinaremos entre cinquenta a sessenta autoridades por ano. Já temos duas ou três indicações para votar”, complementou.Caberá à Comissão de Infraestrutura analisar os projetos referentes ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), coordenado pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Ela é cotada como possível candidata do PT à sucessão presidencial de 2010.

SEMPRE ATUAL



Na coluna dominical do La Nacion, o jornalista/analista Mariano Grondona publicou um artigo (Um Príncipe no Meio da República) fazendo analogias de textos de Maquiavel e Nietzsche ao estilo autoritário e autossuficiente do ex-presidente da Argentina. Vale para lá e vale para cá. Contundente.
Abaixo, alguns trechos do artigo de Grondona:
* Sua (Maquiavel) obra principal versa sobre as Repúblicas, nas quais a ambição ilimitada termina contida nas instituições. Todos os políticos têm algo de maquiavélico, mas onde há instituições fortes, elas se encarregam de canalizar a paixão pelo poder em direção ao bem comum dos cidadãos. Maquiavel distinguia entre os "príncipes hereditários" e os "príncipes novos". Aqueles estavam moderados pela tradição. Mas estes, não tendo precedentes nem regras que os sujeitassem, a incompatibilidade com os princípios republicanos era absoluta.
* Todo príncipe novo vive rodeado de uma corte de subordinados incondicionais. Seu poder é tão ilimitado como sua ambição. Mas deve existir certa coerência entre o sistema e seu protagonista. O anômalo, entre nós, é que o príncipe novo que nos governa o faz em meio a uma República. Os que o seguem, o aplaudem cegamente. E os que não o seguem, ainda não lograram que se contenha nas limitações republicanas. O sistema que estamos vivendo é anômalo: mas a República, ainda que ferida, não está morta.
* Os políticos que ainda sonham com o poder ilimitado de um "príncipe novo", ainda sem sabê-lo, pretendem seguir a Nietzsche. Sua empresa provará ser finalmente utópica. Mas até que esta demonstração se concretize, devemos reconhecer que a energia que destilam é surpreendente. É abundante o testemunho de psicólogos e psiquiatras que destacam o caráter patológico desta desmedida pretensão. Nada parece conte-los até esse último momento em que terminam por asfixiar, inclusive aqueles que os seguiam cegamente. Não basta então, dizer que os psicopatas de poder estão condenados. Se a República não logra contê-los, sua resistência à inevitável deterioração será colossal.
Quando o assunto diz respeito à política, principalmente à praticada por aqueles que procuram manter-se em evidência e no poder - sem qualquer tipo de escrúpulo - à custa do sofrimento e da dependência da população, tanto Nietzche quanto Maquiavel continuam atuais e emplacando suas idéias. Reproduzir pensamentos dos dois tem sido para mim, há muito tempo, um exercício de observação e pragmatismo quase que diários.

quinta-feira, 12 de março de 2009

BIOGRAFIA DETALHA A VIDA DE LENNON


John Lennon (1940-1980) tinha um dom para a música que o levou muito mais distante de suas raízes que ele próprio poderia ter sonhado. À frente dos Beatles, alcançou o feito raro de um artista britânico conquistar os americanos com um estilo americano de música, eletrizando adolescentes com uma batida que cruzou continentes, culturas e classes. Mas era também um homem complexo, que teve uma relação conturbada com a família e os companheiros da banda.Eis o perfil que se sobressai do livro John Lennon - A Vida (tradução de Roberto Muggiati, 840 páginas, R$ 69), de Philip Norman, que a Companhia das Letras lança hoje. Um tijolaço que, se não traz nenhuma revelação bombástica, aprofunda questões controversas como a quase relação sexual que manteve com a mãe, a diversão que tirava de deficientes físicos, o uso das drogas iniciado com o baseado fumado com Bob Dylan. Mas também retrata a parceria com Paul McCartney, com quem criou o mais rico acervo existente de músicas universalmente adoradas. Sobre esse homem que foi assassinado à queima roupa, Norman conversou por telefone com o Estado.Você acredita que hoje é mais fácil tratar da intimidade de Lennon?Acredito que sim, pois Lennon teve vários fracassos, praticou algumas maldades, foi um ser humano normal, enfim. E, apesar do enorme talento, era muito inseguro sobre suas capacidades. Toda essa complexidade é mais bem aceita e compreendida nos dias atuais.De que forma Lennon influenciou a cultura do século passado?Na verdade, foram os Beatles, mais que ele, que mudaram enormemente a música popular no século 20. Primeiro na Europa, depois nos Estados Unidos até contagiarem o mundo todo. De um certa forma, era complicado para John ter um lugar fixo entre os Beatles, pois ele tinha muitos outros talentos que não podia usar enquanto membro do grupo. Mas seu filho Sean disse algo com que concordo: Lennon inventou um jeito inseguro de escrever canções, pois não tinha confiança em relação a saber ler e escrever música, que as tornou bem-humoradas, de um jeito ainda pouco conhecido entre os músicos pop, até então muito sérios e controlados. Ele trouxe elementos engraçados que tornaram a música mais engraçada.Yoko Ono foi, de fato, fundamental no processo de pesquisa?Sim, a viúva de Lennon foi muito honesta sobre si mesma, sobre sua relação com John. Mostrou filmes particulares (como a viagem ao Japão) e não escondeu detalhes, agindo de uma forma que, acredito, seria a mesma tomada por John. Confesso ter ficado surpreso com essa atitude e isso deve ter acontecido porque, desde o início, meu propósito foi o de apresentar um retrato fiel de John Lennon.Por que, então, ela desaprovou o livro tão logo foi publicado?Realmente, não sei. No início, amigos próximos a ela leram o livro e aprovaram. Daí minha surpresa com sua reação, pois, durante o processo, Yoko fazia questão de não fugir de nenhum assunto. Acho que ela não gostou do espírito do livro, o que é estranho pois reproduzi a forma de Lennon falar e pensar segundo a forma que ela mesma me passava, uma forma ao mesmo tempo amorosa e exasperada. Ainda tenho esperanças de que ela mude de opinião.Um dos momentos tristes do livro é o que retrata o último encontro de Lennon e o antigo produtor de discos dos Beatles, George Martin. Foi em Nova York, no início dos anos 1970 e, para surpresa de Martin, Lennon disse que, se pudesse, regravaria tudo o que os Beatles fizeram, sobretudo Strawberry Fields.Foi realmente chocante. Martin conhecia bem John Lennon e raramente se surpreendia com suas atitudes, mas essas declarações o deixaram perplexo, especialmente reescrever Strawberry Fields, uma de suas obras-primas. John nunca se satisfez plenamente com nada do que tinha feito e essa é uma das qualidades que o colocam entre os grandes criadores do século passado. Ele realmente não suportava a mediocridade.E o que você diria sobre a disposição de Lennon em explorar o sexo não apenas com mulheres mas também com homens?Bem, é preciso lembrar, antes de tudo, que ele era de fato heterossexual - John gostava realmente de mulheres. E, durante a fase dos Beatles, nenhum deles podia ter algum affair por conta da má publicidade. O que acontecia, então, eram encontros fortuitos em banheiros de hotel. Mas Brian Epstein, o primeiro empresário da banda, era gay e apaixonado por John, que soube aproveitar disso em determinados momentos - como quando garantiu a Epstein que iria até o fim para que ele aceitasse ser o manager do grupo. Mesmo entendendo o recado, Epstein não quis se aproveitar da situação. Há também a história de um desejo de John por Paul McCartney, que não vingou porque Paul se interessava apenas por mulheres. Por fim, sua paixão por Yoko Ono, cujos traços são um tanto masculinos. Enfim, há diversas evidências mas nenhuma verdade. Durante os anos 1970, quando as fronteiras sexuais existiam para ser derrubadas, John gostava de dizer que gostaria de ter duas relações com outro homem: a primeira como descoberta e a segunda para ter a certeza de que não gostava. Ringo Starr sempre foi a figura mais apagada dos Beatles, não?Sim, mas John Lennon gostava muito dele. Ringo sempre foi uma pessoa muito agradável, com um constante bom humor e um comportamento normal. Era disso que John mais precisava: ele dependia dessa maneira honesta de Ringo. E, mesmo depois da separação do grupo, John se preocupava com aquele sujeito simples e descontraído que sempre o ajudara a se manter na linha. Você sabia que...... o segundo nome de Lennon, Winston, era em homenagem ao primeiro-ministro Winston Churchill?... o nome Beatles nasceu de uma ideia de Stuart Sutcliffe, o Stu, baixista da primeira formação da banda, que queria algo despretensioso?... Lennon faz a voz de fundo na canção All You Need Is Love, no coro de She Loves You?... Paul McCartney compôs Hey Jude para confortar o filho de Lennon, Julian, logo após a separação dos pais?... Yoko Ono era uma companheira tão inseparável que, durante as gravações do Álbum Branco, acompanhava Lennon até quando ele ia ao banheiro?... a canção Sexy Sadie era uma crítica ao guru Maharishi Mahesh Yogi que, por ter rompido o celibato com uma moça americana, irritou profundamente Lennon?... Lennon tinha tanto medo de que seu filho Sean fosse sequestrado que não deixou ser publicada nenhuma foto dele na imprensa?... ele foi declarado oficialmente morto às 23h07 do dia 8 de dezembro de 1980, minutos depois de levar cinco tiros de Mark Chapman?

O Estadão

SAPATADA NA PRISÃO

O Tribunal Central Criminal do Iraque acaba de condenar a três anos de prisão o jornalista iraquiano Muntazer al-Zaidi por lançar seus sapatos contra o presidente americano George W. Bush, segundo o canal de televisão Al-Baghdadyia. Muntazer al-Zaidi trabalhava para a emissora de televisão Al-Baghdadiya e ganhou fama instantânea em todo o mundo quando lançou seus sapatos em Bush em entrevista coletiva que o o presidente americano oferecia em Bagdá juntamente com o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al Maliki. - Esta sentença é cruel e não está em harmonia com a lei, e consequentemente a defesa irá contestá-la", disse Dhiaa al-Saadi, chefe da equipe de advogados de Zaidi.
A irmã de Zaidi, Ruqaiya caiu em prantos, gritando "abaixo Maliki, agente dos americanos", se referindo ao primeiro-ministro do Iraque. O irmão do réu, Uday, disse que o veredicto teve motivação política.

Jornal O Globo

quarta-feira, 11 de março de 2009

CORONEL PRESO POR CRITICAR "BICO"

O presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio, deputado Marcelo Freixo (PSol), convidou os parlamentares para irem amanhã ao 4º Comando de Policiamento de Área, em Niterói, visitar o coronel Ronaldo Antonio de Menezes, preso em regime disciplinar porque emitiu opinião crítica sobre a PM em um blog. "Ele está detido porque deixou clara a sua opinião, ou seja, está detido por ter uma opinião. Quem dera que a Polícia Militar produzisse muito mais homens com opiniões. Essa prisão é inadmissível", declarou o parlamentar. Já confirmaram adesão ao movimento de solidariedade ao coronel a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ) e as ONGs Rio de Paz e IDDH, assim como militantes de direitos humanos das cidades do Rio e de Niterói. A prisão do oficial da PM ocorreu após a publicação, no blog do coronel Paulo Ricardo Paúl (http://celprpaul.blogspot.com), de um artigo intitulado "A perversidade do 'bico' e a privatização da segurança".

NÍVEL DO MAR PODE DUPLICAR

É da natureza humana achar que determinadas coisas acontecem só com os outros. Doenças, um grave acidente, um crime ou alguma catástrofe natural. Este é o caso do aquecimento global - nem tão natural assim - que vem ocorrendo no planeta, deverá trazer graves consequências, mas que acreditamos acontecer só com o Botafogo. Estudos recentes indicam que o nível do mar poderá subir um metro até 2100 - o dobro do estimado no último informe mundial da Organização das Nações Unidas. A advertência foi feita por pesquisadores de várias universidades durante o Congresso Científico Internacional sobre Mudança Climática de Copenhague, Dinamarca. O motivo da formulação desse cenário mais pessimista é a observação de que geleiras, assim como as massas de gelo da Groenlândia e da Antártida, estão derretendo a um ritmo mais forte do que o esperado, ao lado da crescente temperatura dos oceanos, o que resulta em sua expansão, afirmou o professor John Church, do Centro Australiano para a Pesquisa do Clima e do Tempo. "As observações por satélite e terrestres mais recentes mostram que o nível do mar segue subindo 3 milímetros ao ano, uma cifra bem acima da média do século 20", disse o pesquisador, que presidiu uma mesa redonda com outros especialistas. A previsão mais otimista feita no congresso é a de que o nível do mar subirá pelo menos 50 centímetros até 2100. Os cientistas afirmam que se as emissões de gases causadores do efeito estufa não forem reduzidas rápida e substancialmente, o aumento do nível do mar afetará, ainda no melhor dos casos, 10% da população mundial. Infelizmente, fica parecendo que grande parte das autoridades mundiais prefere não contrariar interesses e aguardar que surja alguma solução mágica.
CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

80 MI SÓ EM PASSAGENS


Como se não bastassem os R$16,5 mil que cada deputado federal recebe, além das muitas "benesses", o Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) acaba de fazer outra revelação surpreendente para um simples mortal: a Câmara gastou, ano passado, quase R$80 milhões com passagens aéreas, através de cotas distribuídas mensalmente para cada parlamentar, além dos custos de deslocamentos com viagens de missões oficiais e de convidados para audiências públicas de comissões permanentes e CPIs. Para um país cuja população que, quando empregada, vive, em média, com um salário de menos de R$500, este valor é absurdo demais, ainda mais se for levado em conta o "grande esforço dispendido por seus representantes". Outro dado relevante para um país de grandes desigualdades é que vossas excelências também acumulam milhagem nas companhias aéreas que viram desconto para viagens particulares. Êta empreguinho bão, sô!

terça-feira, 10 de março de 2009

O "LETRADO" PRESIDENTE


Li em O Estadão que a quinta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp), já atualizado com as novas regras do acordo ortográfico, será lançada no próximo dia 19. O volume trará 349.737 palavras com suas respectivas classificações gramaticais, mas sem as definições típicas de dicionários. Evanildo Bechara, coordenador da Comissão de Lexicografia e Lexicologia da ABL e principal responsável pelo Volp, explica que foram adotadas 15 medidas para dirimir dúvidas ou ambiguidades no texto do acordo. Ele diz que os critérios adotados pela comissão foram: respeitar a letra do acordo, estabelecer uma linha de coerência quando surgiam princípios aparentemente contraditórios, acompanhar o espírito simplificador da reforma e, nos pontos não discutidos no texto, preservar a tradição ortográfica decorrente das reformas anteriores. Li, também, que o presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Cícero Sandroni, pretende entregar os primeiros exemplares do Volp ("é a sua...")para o presidente Lula. Este ato do presidente da ABL, certamente, era tudo que queriam, por exemplo, redatores de programas humorísticos e chargistas políticos. E como dizia o saudoso Bussunda em um de seus personagens: "Fala sério, aí..."

BRASIL SEM RECESSÃO


Apesar de dizer que acredita na reversão do quadro de desaceleração da economia, o presidente Luiz Inácio Lula Silva, ao ser indagado sobre a possibilidade de o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano ser próximo de zero, respondeu: "Mesmo que seja próximo de zero, o Brasil será um dos poucos países do mundo, dos emergentes, que não terão recessão, como terão os países ricos. O presidente ressaltou que estamos no começo do ano e disse que as obras de infraestrutura estão "acontecendo com força". Ele lembrou ainda que o governo vai lançar o programa de habitação. Segundo ele, o que é preocupante é a situação nos Estados Unidos e o que é preciso é estancar a crise. Embora diga que esta situação é preocupante, Lula acrescentou que está muito otimista com o quadro que se desenha. O presidente Lula afirmou que o resultado do PIB do quarto trimestre de 2008 "já era esperado pela equipe econômica". O PIB caiu 3,6% em relação ao terceiro trimestre, o maior recuo trimestral apurado pelo IBGE desde o início da atual série histórica, em 1996. Lula disse que o governo sabe que o primeiro trimestre deste ano também será fraco, mas mostrou-se confiante na retomada. "Temos a consciência de que podemos dar a volta por cima já que março começou a ter sinais de recuperação em várias áreas", disse. Indagado se descartava a meta de crescimento de 4% do PIB neste ano, o presidente respondeu: "não descarto nada enquanto não terminar o ano. A única clareza que tenho é que esta crise está exigindo que a gente trabalhe mais, tenha mais criatividade e mais ações". Questionado se incluía nessas ações a redução da taxa de juros, o presidente sorriu e não respondeu (AE).

PENSA QUE O TEMPO PASSA SÓ PRA VOCÊ?

ANIME-SE!




Ao ver estas fotos (antes e depois) de Richard Gere, Rod Stewart, Roger Moore e Arnold Schwarzenegger você - e, provavelmente, sua mulher-, vai até achar sua barriguinha "meio sexy"




E VIVA DERCY GONÇALVES QUE UM DIA FALOU:
"SÓ ENVELHECE QUEM VIVE, PORRA"!!!



















PROJETO EXCELÊNCIAS

Os vereadores são os políticos mais próximos do eleitor. A proximidade física pode levar à impressão de que o eleitor conhece bem o seu vereador. Falso. É impossível conhecer o comportamento de um vereador – ou de outro político qualquer – sem a análise de dados objetivos sobre sua atuação, como sua frequência às reuniões da Câmara Municipal ou o uso que faz das benesses que recebe. Ou sobre processos a que ele responde na Justiça.
Porém, a produção e a divulgação de dados objetivos, por parte do poder público, são coisa rara no Brasil, em todas as esferas e nos três Poderes (os entes do plano federal têm atuação um pouco menos crítica nesse aspecto). O conceito de publicidade, na esmagadora maioria dos casos, é deturpado. O que mais se vê é a omissão de informações.
Apesar dessa desanimadora situação geral, é possível, a partir de pesquisas exaustivas, reunir os poucos dados que estão dispersos em diversos órgãos e organizar tais informações. É o que faz o projeto Excelências, da Transparência Brasil. Reunidos, esses dados permitem construir perfis, apontar tendências e alcançar conclusões.
(Lançado em 2006, tendo por alvo as eleições gerais daquele ano, o projeto Excelências (www.excelencias.org.br) rapidamente se transformou em fenômeno eleitoral da Internet, tendo sido visitado por milhões de internautas. Venceu o Prêmio Esso de Reportagem de 2006, na categoria "Melhor contribuição à imprensa". É referência obrigatória para informações sobre parlamentares e Casas legislativas).

ESTUPRA MAS NÃO ABORTA?


As infelizes palavras do Arcebispo de Olinda e Recife (PE), que disse ser o aborto pior que o estupro, me fizeram lembrar de Paulo Maluf quando, governador de São Paulo, proferiu a célebre frase “estupra mas não mata”. Falar logo o que vem a cabeça não pode ser uma atitude de pessoas que estão à frente de instituições pois suas palavras, mal (ou bem) interpretadas, podem gerar infelizes consequências. O caso do arcebispo vem repercutindo no mundo inteiro, como se o estupro não devesse ser um crime tão hediondo como de fato o é. O caso da menina de nove anos, que foi estuprada pelo ex-padrasto e, grávida de gêmeos, passou por uma cirurgia para interromper a gravidez, provocou toda esta polêmica. Ele afirmou que tal ato gerou a excomunhão automática para a menina, a mãe da mesma, e os médicos que fizeram o procedimento cirúrgico. E para deixar a situação mais absurda, que seria até cômica se não fosse trágica, o arcebispo disse que o acusado do estupro, o padrasto da menina, não deve ser excomungado. Nem mesmo por ter confessado que também abusa sexualmente da irmã da menina, que é doente mental, há mais de três anos. Acho que já está passando da hora de serem revistas as leis do nosso país e as posições da igreja católica. E que homens públicos pensem muito antes de irem para a frente de holofotes e microfones.

segunda-feira, 9 de março de 2009

9 % A MENOS DE LEITURA DE JORNAIS NOS EUA

Pew Reserch Center's 2008 news media consumption survey
a) 43% leram, no dia anterior, jornal impresso ou na web ou ambos em 2006. Em 2008 eram 39%. 34% liam só jornal impresso e agora são 25%. 5% liam só na web e agora são 9%. 4% liam em ambos e agora são 5%. Desta forma a leitura na web passou de 9% para 14% em dois anos.
b) Sites de notícias usados frequentemente: Yahoo 28%, MSN\Microsoft 19%, CNN 17%, Sites dos Jornais 13% sendo que os jornais locais 7%, New York Times 4%, Wall Street Journal, USA Today e Washington Post 2%. Google 11%, MSNBC\NBC 10%, AOL 8%, Fox 7%, TV local 4%, BBC, ESPN e outros de esportes, ABC, Drudge Report, CNBC, 2%, CBS 1%.
c) Da média de 13% que leem os jornais em sites, aqueles com pós-graduação são 28%, com nível superior 16%, nível secundário 10%, e abaixo disso 7%.
Obviamente, não podemos comparar os dados acima com o perfil do leitor de jornais impressos no Brasil, mas com os recursos disponibilizados atualmente, entre eles os jornais distribuidos através de verbas públicas, os bem produzidos jornalísticos da TV e com o surgimento de blogs e jornais virtuais, a queda na venda dos impressos já começa a ser bastante significativa, podendo apresentar um percentual próximo levando-se em consideração a amostragem da pesquisa divulgada nos EUA.

O GRANDE IRMÃO


Que me perdoem os milhões de fãs, mundo afora, mas este Big Brother não passa de uma tolice inominável televisiva que varre o mundo. Quem a bolou - não pensando no modelo atual do programa - foi o escritor de origem inglesa, George Orwell, mas tenho quase a convicção que ele não esperava que se sua obra um dia se afastasse tanto da idéia original. O Big Brother de Orwell está baseado em livro intitulado Nineteen Eighty-Four (1984). A estória consiste da descrição de uma sociedade que vive sob um regime repressivo totalitário, em um futuro fictício, vigiada 24 horas por dia. Tem um pouco do “Admirável Mundo Novo”, de Aldous Huxley, escrito em 1931. O personagem Big Brother, que possivelmente na trama não existia, era apenas figura de intimidação, vigiava e manipulava a população dia e noite. É o representante de uma sociedade totalitária onde todos os cidadãos são observados 24 horas por dia. Para conferir que não estejam fazendo besteira. Caso estejam, prisão e tortura para eles. Tortura ainda que psicológica. Pura "ditabranda", como está sendo dito por aí. Hoje em dia, Big Brother é adotado em "n" países e passou a ser conhecido por suas iniciais: BB5, BB9 e assim por diante. Quanto a Naná, a "simpática" Priscilla e os demais, a prática deste voyeurismo não me atrai nem um pouco. Menos ainda levar um bom tempo fazendo identificação para postar um simples blog.

domingo, 8 de março de 2009

FRASE DA SEMANA

"A palavra é a amante e o amigo do poeta, seu pai e sua mãe, seu deus e seu diabo, seu martelo e sua almofada. Também é seu inimigo: seu espelho".

Octávio Paz

quinta-feira, 5 de março de 2009

A NOVA DILMA

Muitas vezes já sofri perseguições por ser evangélico. Pelo fato de comparecer a cultos teve até quem dissesse que eu misturava política com religião. Agora vejam só o caso da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. A ministra sempre declarou que não acreditava em Deus. Foi só ter seu nome lançado como pré-candidata à sucessão de Lula para tudo mudar. No ano passado chegou a colocar um véu para receber uma benção especial do Papa Bento XVI, durante uma audiência do presidente Lula, no Vaticano. Na saída ao ser questionada pelos jornalistas se tinha mudado de opinião e passado a crer em Deus, Dilma saiu pela tangente: “Acreditar ou não em Deus é uma questão filosófica”. Hoje, a Folha de São Paulo revela que a ministra pediu para acompanhar uma missa do padre Marcelo Rossi, no Santuário do Terço Bizantino, em São Paulo. Dessa forma já foi tudo preparado e hoje a ministra Dilma Rousseff terá um lugar especial em frente ao altar para rezar junto com o padre Marcelo. Um parlamentar piadista definiu a situação: “Dilma não fez plástica apenas no rosto, fez também nas ideias”.
Blog do Garotinho

A MALDIÇÃO DO PETRÓLEO


Esse negócio de blog é do cacete (com su permission, Ancelmo Goes). Além do exercício diário e da satisfação pessoal que nos dá – sem falar na ira dos atingidos -, ainda serve como um bom feedback com o pessoal do outro lado. Para ser mais específico, outro dia, ao abordar o problemão que alguns “prefeitos dos royalties” estão tendo com a queda do preço do petróleo, recebi e-mails, ou correios eletrônicos como preferem alguns, questionando referência que fiz à maldição do petróleo. O termo, senhores, serviu mais como alerta aos administradores que não conseguem planejar a aplicação dos recursos. É do conhecimento de todos que o excesso de dinheiro – e, neste caso, de petróleo - costuma erudir as instituições e se perder em corrupção. Até pouco tempo, pesquisas apontavam que dos 20 maiores exportadores, 17 tornaram-se ditaduras e 2 instituições fracas, com a maioria ocupando os últimos lugares no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Exceção, apenas, para a Noruega, 3º exportador e 2º maior IDH. Nos últimos anos, economistas e cientistas políticos encontraram uma série de explicações para o fracasso.
1ª- O petróleo enfraquece a economia. Ele custa tão caro que uma cachoeira de dinheiro entra nos cofres. Tudo fica “barato” e possível. Só que não podemos nos esquecer que o preço do petróleo é uma montanha-russa. Ano passado chegou a U$150 e enquanto escrevo este artigo está na casa dos U$35. O preço sobe, o município aumenta o custeio, os benefícios, o comércio fica aquecido, etc. O preço cai, o caixa fica baixo e, geralmente, não tem nada para compensar. Nem comércio, nem indústria, nada.
2ª- Petróleo distancia os políticos do povo. A maioria dos municípios nem exige contrapartida da população. Não precisa. Tem dinheiro de sobra. Os governos não prestam contas a ninguém, torram dinheiro público e a sociedade civil é fraca, desestruturada.
3ª- O petróleo torna a política mais burra. A maioria dos municípios produtores não tem um projeto de desenvolvimento, de autosustentabilidade. Apenas grupos rivais brigando pelo poder- e pelo acesso ao poço de dinheiro. Quando chegam lá, gastam que nem loucos, sem planejamento, para não deixar nada para os rivais. Também não se pode deixar de mencionar o patrimonialismo, onde os que mandam criam um plano para com seus parentes, amigos e correligionários dominar quase toda a verba que poderá servir para seu futuro político.
Felizmente, a experiência negativa criou antídotos. Ter, sempre, um projeto bem definido. Governo, oposição e sociedade civil devem discutir que tipo de município se quer; Proteger a economia. Quando o dinheiro entrar, precisa-se evitar que essa dinheirama inunde a economia com maquiagens, com atrativos equivocados que não correspondam à realidade do município; A transparência como um dos mais fortes aliados. O único jeito de se evitar a surrupiação do dinheiro público é abrirmos todas as janelas. Precisamos que cada funcionário do governo tenha a obrigação de prestar contas do que faz. Precisamos de organizações independentes destinadas a investigar gastos públicos. Precisamos, também, de uma imprensa menos subserviente e mais vigilante e racional. Se um município alcança estas propostas, o petróleo (e a compensação paga aos municípios por sua extração através dos royalties), deixa de ser uma maldição e o excremento do diabo.

quarta-feira, 4 de março de 2009

FILA DA VERGONHA



Segundo dados do Ministério do Trabalho, no mês de janeiro foram fechados 101.748 postos de trabalho com carteira assinada. Façamos as contas: isso dá uma média de 3.282 demissões por dia. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, desde novembro foram eliminados 800 mil empregos com carteira assinada no país. Bem, a conta anterior fica "modesta". Pois temos então uma média diária de 8.800 postos de trabalho fechados por dia, sem contar já o mês de fevereiro. E sem falar nas 4.200 demissões na Embraer. Tão grave quanto isso, é que a maioria das pessoas não vê a crise como algo que nos diz respeito diretamente. Paradoxalmente, tirando os políticos inescrupulosos, aqueles do quanto pior melhor, pois lucram, sempre, com o assistencialismo, apenas os mais conscientes enxergam o aumento da criminalidade, das doenças, enfim, da miséria absoluta. Somos, de fato, Um Brasil de Todos...Os Desempregados!

CHAPA QUENTE

Desde o início da semana, a Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) que investiga o Tribunal de Contas do Estado (TCE) vem promovendo ações que buscam desvendar o esquema de pagamento ao presidente do TCE e a empresas para que liberassem as contas de municípios do Estado. Na região, estourou de vez o caso de Carapebus - onde, segundo dados da Polícia Federal (PF) repassados pela própria CPI, ocorreu pagamento de R$ 130 mil para a aprovação das contas da cidade nos últimos cinco anos. Durante este período, segundo a comissão legislativa, Carapebus conseguiu aprovar todas as suas contas sob a relatoria no TCE do conselheiro José Nader. Este conselheiro, junto a mais 15 pessoas e 12 empresas, teve na segunda-feira um pedido de quebra de sigilo aprovado sobre suas contas pela CPI. O desenrolar dos fios começou por uma investigação da PF sobre corrupção em prefeituras de Minas Gerais. No meio destas pesquisas, segundo a CPI, os policiais encontraram uma descrição detalhada da estratégia para aprovar as contas de Carapebus e uma carta à empresa SIM. Ainda de acordo com a comissão, as investigações mostraram que Carapebus, que estava com muita dificuldade de aprovar suas contas no ano de 2002 devido a irregularidades, de repente conseguiu resolver tudo pagando ao presidente do TCE, a quatro conselheiros e alguns assessores. Até ontem, oficialmente, a atual gestão da Prefeitura não havia se manifestado. De acordo com investigações da Polícia Federal, a SIM prestava uma “consultoria especial” para que seus clientes, neste caso, vários municípios fluminenses com irregularidades em suas contas, tivessem uma “decisão favorável” do TCE.
Jornal O Debate de Macaé

terça-feira, 3 de março de 2009

NÃO À CORRUPÇÃO. SEMPRE!

O anúncio da criação de uma frente parlamentar anticorrupção , encabeçada pelos deputados Fernando Gabeira (PV-RJ) e Gustavo Fruet (PSDB-PR), recebeu forte apoio dos internautas que deixaram vários comentários. A iniciativa - uma contrapartida às denúncias feitas pelo senador peemedebista Jarbas Vasconcellos , que disse que o partido teria se especializado em corrupção - também foi aprovada por analistas políticos ouvidos pelo GLOBO, que classificaram a medida como um ato político importante. Os especialistas lembraram, no entanto, que a atuação da frente e sua credibilidade junto à opinião pública vão depender dos nomes dos seus integrantes. As frentes parlamentares são formadas por senadores e/ou deputados que se unem em torno de uma causa, independente do partido político de cada um. A formação não tem poderes, mas o papel de marcar posição política. Entre as diversas frentes em atuação no Congresso, a mais expressiva é a ruralista, que conta com mais de cem deputados.
Apesar dos elogios, alguns leitores também mostraram-se céticos quanto à eficácia da novidade. Particularmente, considero a proposta extremamente válida pois, se não a assassinarem como de costume, vai deixar pontos obscuros da política brasileira menos obscuros. As denúncias do senador Jarbas Vasconcelos não podem cair no vazio. Todo cidadão tem a obrigação de se inteirar dos fatos e deles participar de alguma forma, seja denunciando ou, durante as eleições, votando no candidato com mais valores éticos e não naquele com valores financeiros "mais disponíveis".

QUEM MANDA SOU EU

O presidente Lula pode ser acusado de muita coisa. Menos de ser bobo em se tratando de política. Isto ficou provado no episódio dos ex-prefeitos petistas Fernando Pimentel, de Belo Horizonte, e João Paulo, do Recife, que depois das eleições do ano passado, queriam entrar para o ministério de Lula. Estiveram com o presidente e, em resposta, ouviram a sugestão de que deveriam se preocupar com as questões regionais. Os dois voltaram para os estados com o discurso de que seriam coordenadores regionais da campanha da ministra Dilma Rousseff à Presidência da República. Nova decepção. Lula soube dos movimentos e mandou desautorizar os ex-prefeitos. Até segunda ordem, os únicos credenciados a fazer contatos formais com relação a 2010 são o presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), e os dirigentes regionais. Isto cai como luva para muitos que costumam delegar poderes a quem quer dar passos maiores que as pernas.

CHOQUE DE ORDEM

Alguns prefeitos do norte-fluminense, principalmente de municípios que recebem royalties, estão com os cabelos em pé em se tratando da crise mundial e da vertiginosa queda no preço do barril de petróleo . Com a diminuição beirando os 50 % para a maioria, têm sido constantes reuniões de chefes do executivo com vereadores, secretários e coordenadores onde, dizem, o clima tem subido mais que o aquecimento global. Levando-se em consideração terem perdido a vantagem orçamentária dos últimos anos, eles vêm decretando um verdadeiro choque de ordem nos serviços públicos e até mesmo entre o funcionalismo. Gratificações e horas-extras só “nos conhecidos casos excepcionais”, cafezinhos e telefonemas controlados, faltas sumariamente descontadas, contratações e cessões só bem fundamentadas (salvo exceções!) e dezenas de outros métodos – que lembram os de época de campanha eleitoral - sendo devida e temporariamente interrompidos como se fossem o x da questão. Deixa pra lá. A pergunta é: algum dia, tudo voltará a ser como antes no Quartel de Abrantes ou a Maldição do Petróleo não é apenas uma profecia?

O ADVOGADO DO DIABO


Nada mais apropriado do que ter assistido, novamente, ao filme O Advogado do Diabo, de Taylor Hackford, baseado em obra de Morris West, dispensando, todos, maiores comentários. A eterna batalha entre o bem e o mal, no sentido bíblico da coisa, sempre teve uma aura de apelo quase irresistível. O filme tenta deixar claro que o horror, em si, não é uma consequência direta da mão do demo, mas sim das escolhas que fazemos ao longo da vida, estas sim muito influenciadas pelo mal que emana das profundezas. A ideia principal acerca do diabo é que ele cria o cenário, seduz a vítima com aquilo que ela mais deseja e dá-lhe atenção maior que qualquer promessa etérea que dos céus possa surgir. Porém, ele não a obriga a fazer nada. No meu caso específico, tenho sentido, como no filme estreiado por Al Pacino e Keanu Reeves, o peso de uma escolha e isto deu-se ao livre arbítrio - mote principal da obra -do qual jamais pretendo abrir mão, renegar ou me arrepender. Hoje, tenho a convicção de ter feito a coisa certa, haja vista a injustificável (moral e juridicamente falando) quebra da habitualidade e o terror psicológico impostos por meus algozes como uma espécie de "castigo". O trecho final do filme deixa bem claro que a advocacia é uma espécie de nova ordem mundial, onde todas as maquinações do demo atingem uma escala de proporções gerais mas contra ela existem outras forças como, por exemplo, os valores éticos existentes em qualquer área, inclusive nas de direito e jornalismo, outra boa mensagem do filme. Fica fácil, para quem acompanha nosso trabalho, entender as razões da comparação de parte da minha caminhada com os prazeres de um advogado do diabo.

MUDANÇA CLIMÁTICA


Quando o ex vice-presidente americano Al Gore revelou ao mundo que o planeta caminhava para um aquecimento global com consequências catastróficas, além da grande repercussão natural que isto trouxe pouco tem sido feito, efetivamente, por cada um de nós. No entanto, cientistas do mundo inteiro têm feito sua parte. Como, por exemplo, vários que revelam que qualquer mudança climática abrupta na região do Atlântico Norte tem um rápido efeito de compensação no Atlântico Sul, afetando o clima em todo o mundo e não apenas localmente. E isto diz respeito a todos os seres, sem exceção. Outro estudo interessante divulgado recentemente é que sedimentos oceânicos da última Era Glacial no Atlântico Sul confirmam teorias de que um súbito esfriamento ou aquecimento do Hemisfério Norte causa um efeito oposto no Sul. Até agora, cientistas que estudam rápidas mudanças de temperatura por variações naturais durante a Era Glacial, que terminou há 10.000 anos, não tinham uma evidência clara do efeito de compensação. Estudos da composição química dos sedimentos oceânicos ajudaram a reconstruir antigas temperaturas. "Grandes e bruscas mudanças de temperatura registradas na Groenlândia e no Atlântico Norte durante a Era Glacial foram realmente globais em extensão", afirmou o estudo da Universidade Cardiff. "Ele confirma previsões que mudanças climáticas abruptas são globais em natureza", disse Stephen Barker, da Universidade de Cardiff, principal autor do estudo publicado na revista Nature, junto com outros especialistas da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos. "Quando uma mudança climática abrupta acontecer no futuro, nós saberemos um pouco mais sobre isso", disse ele à Reuters sobre o estudo que pode apontar os riscos de futuras interrupções nas correntes do Oceano Atlântico. Bom seria que não precisássemos desta "mudança abrupta" - e isto parece ser inexorável - e conseguíssemos colocar cadeado na porta antes de seu arrombamento.

segunda-feira, 2 de março de 2009

EVENTO CULTURAL



Ao pensar na memória viva, principalmente de Quissamã, vejo-me obrigado a reverenciar o Espaço José Carlos de Barcellos e seus dois fundadores, Jesus e Heliana Barcellos (Tia Leninha). Respeitado por tudo que vem fazendo em nome da cultura, o Espaço (e seu grande acervo), se me permitem, discricionário, passa da hora de ser reconhecido como verdadeiro acesso às páginas da história cujo livro maior é o que Quissamã representa, hoje, no cenário nacional. Sendo assim, não poderíamos deixar de participar e transferir o convite de mais este evento promovido por Leninha, a qual não nos cansamos de chamar de "guerreira".